sábado, 27 de setembro de 2014

ANTÓNIO FAGUNDES E A SUA TRIBO




Adoro teatro. Ali à frente estão os corpos dos actores. Parece que crescem. E apesar de ter trabalhado de perto com eles, como agente, acreditem que o bicho muda completamente quando salta para o palco (isto quando o bicho sabe o que está a fazer). De perto, podem ser bastante vulgares. No palco, às vezes, até metem medo. E fazem rir, mesmo que no dia-a-dia não tenham piada nenhuma.


António Fagundes acabou de subir pela primeira vez a um palco português com o filho Bruno Fagundes. Os dois integram o elenco da peça Tribos, cuja estreia, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, não vi, para escapar à maré das “caras conhecidas”. Levaram-me no dia a seguir, que é como ir ao banho mais pelas 18h, quando o magote já limpou a praia. 



Uma família em que os pais são artistas reconhecidos e os filhos artistas falhados, ninguém se respeita. Um filho surdo mais novo observa tudo de fora, e tenta entender a jaula de feras da sua família… Mais não digo. 

A parte especial foi o “bate-papo” no final:

“Cês desculpem, são só cinco minutinhos, pra gente trocar de roupa, e já voltamos para um bate-papo com vocês.”

Aquela mistura de calor pessoal e absoluta clareza profissional. Wow.



A namorada do super-actor, a atriz e apresentadora Alexandra Martins, que obviamente não estava em trabalho e veio ver o namorado, deu o exemplo. Posou para todas as fotos com um smile que dispensou qualquer flash, e respondeu a todas as perguntas, mesmo as mais banais, com a mesma compostura. Também deu o seu recado de saber viver, quando lhe perguntaram a razão de vir de propósito para a estreia:

“Apesar dos ensaios, dá sempre para aproveitar um bocadinho.” Hihihi. Aproveitar!

 Até domingo, no Tivoli. 




(Tribos, de Nina Raine, espectáculo encenado por Ulysses Cruz, com os actores António Fagundes, Bruno Fagundes, Eliete Cigarini, Guilherme Magon, Arieta Corrêa, Guilherme Magon e Maíra Dvorek.)


Jumpsuit +351
Colar Nanning
Mala Palla´s


Teatro Tivoli, Avenida da Liberdade 182-188, 1250-146 Lisboa
213 572 025 / Qua. a Sáb. 21h30 - Dom 17h

Sem comentários:

Publicar um comentário